Olheiro

Quantas vezes o nome de cada clube é dito em seu hino

“Uma vez Flamengo, sempre Flamengo”, “Salve o Corinthians”, “Cruzeiro, Cruzeiro querido”, “Onde o Grêmio estiver”. Tem algo em comum a todos os vinte clubes da principal divisão do futebol brasileiro: o nome no hino. Alguns mais, alguns menos, mas ele sempre está lá.

Antes de continuar a leitura desse texto. Tente pensar agora, sem cantar o hino inteiro do seu time, quantas vezes o nome dele aparece na letra. No gráfico abaixo você terá a resposta.

Entre os clubes da série A do Brasileirão, todos os hinos têm em suas letras o nome do clube ao qual eles pertencem. Tem até time que chega a mencionar diretamente um adversário, como o Flamengo, ao falar sobre o Fla-Flu.

Apenas três hinos mencionam o nome de seus clubes mais que cinco vezes: Flamengo, Bahia e Goiás. No outro extremo, Chapecoense, Internacional, Palmeiras e Vasco são mais econômicos e o nome desses times aparece apenas uma vez em seus respectivos hinos.

O Goiás é um caso único! Seu hino tem 153 palavras, das quais 19 são Goiás! 12% do hino do clube é composto pelo próprio nome do clube. Indo mais além, um terço do hino é composto por três palavras (“Eu”, “Sou” e “Goiás”), que somam cinquenta ocorrências.

Para finalizar em grande estilo, vamos ficar com uma pequena parte do hino do Goiás, com uma ocorrência do nome do time por verso. Uma média que supera qualquer média de gols dos centroavantes pelo mundo.

Eu sou Goiás Esporte Clube

Eu sou Goiás, eu sou Goiás e vou vibrar

Até o peito me doer,

Até perder a voz eu sou Goiás

Esse projeto foi orgulhosamente criado por Augusto Oazi